sábado, 3 de julho de 2010

UMA MÁGICA E ABENÇOADA NOITE




Antiga Benção Celta - Autor Desconhecido, Imagem Fonte: www.magickalgraphics.com


ANTIGA BENÇÃO CELTA


No Dia em que o peso apoderar-se de Teus ombros,

E tropeçares, que a Argila baile para Equilibrar-te!

E quando Teus olhos congelarem, por detrás duma janela cinzenta,

Quando o Fantasma da perda chegar próximo a Ti...

Que um arco-íris de cores índigo, vermelho, verde

E o Azul Celeste venham despertar em ti, a brisa de Alegria.




Quando a Vela apagar-se no barco de Teu Pensamento,

E uma sensação de escuro estiver sobre Ti,

Que surja enfim a trilha do Luar Amarelo,

Para levar-te a salvo para Tua Morada.




Que o Alimento da Mãe Terra sejas Teu!

Que a Claridade da Luz Te Ilumine!

Que a Fluidez do Oceano te Inunde!




Que a Proteção de Teus Antepassados, esteja sempre Contigo!




E Desta forma,

Um Vento tecerá essas palavras de Amor à Tua Volta,

Num invisível manto, para zelar por tua Vida onde Estiveres.

Assim Foi Dito.

Assim se Faça.



AUTOR DESCONHECIDO.


Aromas de Rosas...

Lily Rose

sexta-feira, 2 de julho de 2010

UMA MAGIA CELTA PARA A FELICIDADE


Texto de Lilly Rose. Inspirado e Adaptado de Montse Osuna, O Livro Secreto da Magia Celta, Editora Universo dos Livros. Imagem Fonte: www.magickalgraphics.com

O.B.S: Este Encantamento não deve ser realizado por Crianças(exceto se estiverem acompanhadas por seus Pais) ou Pessoas Portadoras de Diabetes


UMA MAGIA CELTA PARA A FELICIDADE


Quando estivermos nos sentindo sozinhos ou deprimidos, busquemos um pouco de Felicidade através da Magia Celta.

Descreveremos aqui um pequeno mas eficaz Encantamento Celta, que nos proporcionará bem estar, alegria, felicidade, animação e harmonia para nosso Eu Interior.

Este Encantamento era muito conhecido pelos Celtas, principalmente porque dele se valiam os Druídas. Eles os utilizavam em Celebrações Anuais e Festividades Familiares, para garantir a Magia Lúdica e Benfazeja entre seu Povo.

Um dos efeitos imediatos deste Encantamento é afastar a tristeza, melancolia e depressão.

MATERIAL NECESSÁRIO

A- Uma Vela Vermelha.

B- Uma dúzia de Flores de Jacinto.

C -Uma pedra(rolada, ou sem pontas) de Ágata ou Rubi.

D - Uma Fita de Tecido ou Cordão na Cor Azul.

E- Um Torrão de Açúcar.


MELHOR HORÁRIO PARA O ENCANTAMENTO

Ao Meio-Dia preferencialmente( não obrigatóriamente) em um Domingo de Primavera ao Ar livre, em local seguro e tranquilo(pode ser o quintal de sua Casa).


COMO PROCEDER PARA REALIZAR A CONTENTO ESTE ENCANTAMENTO

Devemos acender a Vela vermelha e colocar diante dela a Pedra que escolhemos, rodeando Vela e Pedra com o cordão ou fita azul.

Em seguida traçemos um Círculo em volta, com as belas Flores de Jacinto.
Feito isso, abriremos amplamente nossos braços em Cruz. Olhemos então, fixamente para a chama da Vela e recitemos as seguintes palavras:

"Que Estas Vibrações Emanadas Por Este Belo Altar,
Nos(Me)deêm Alegria para sempre Desfrutar e Multiplicar"


Por fim levemos à boca o Torrão de açúcar, cruzando os braços sobre o peito e fechemos nossos olhos.

Concentremo-nos de todo o Coração, para recebermos as Vibrações lúdicas e puras, enquanto o açúcar dissolve-se suavemente em nossa boca.

Ao abrirmos os olhos já sentiremos o frescor da Alegria adentrando novamente em nosso Ser. Apaguemos então a Vela com um Abafador. E deixemos as Flores e a Pedra no Local como forma de Agradecimento à Mâe Natureza.



Aromas de Orquídeas...

Lilly Rose

quinta-feira, 1 de julho de 2010

FADAS NOS ENSINAM UM POUCO SOBRE O LADO NEGRO DA FORÇA



Texto de Lilly Rose, Inspirado e Adaptado de Sylvia Browne e Lindsay Harrison, O Outro Lado da Vida, Editora Sextante. Imagem 1 Fonte:www.glimboo.com - Imagem 2 Fonte: www.wordpress.com

ATENÇÃO: ESTE TEXTO NÃO É INDICADO A CRIANÇAS A MENOS QUE AS MESMAS SEJAM PREVIAMENTE ORIENTADAS POR SEUS PAIS!


FADAS NOS ENSINAM UM POUCO SOBRE O LADO NEGRO DA FORÇA


Para aqueles que imaginam o Lado Negro da Força como uma invenção de George Lucas e sua Trilogia "Guerra nas Estrelas", preparem então seus verdadeiros Sabres de Luz, sua Fé.

O Lado Negro da Força existe mesmo. Nos Filmes de George Lucas a Separação entre o Bem e Mal recorreu a velhos Arquétipos. Ali o Lado Negro Espiritual foi enfatizado de forma mais suave e metafórica. Mas há muito a explorar-se sobre este tema por olhos mais atentos e curiosos.

Uma vez feita a Passagem para o outro Lado da Vida, Estudiosos afirmam que as Almas chegam ao chamado Umbral. Nele encontram-se Espiritos de Luz e Anjos com Poderes Curativos. Da Essência Humana chegam até lá três tipos de Espíritos ou Entidades, dotadas de Livre Arbítrio:

1- Entidades Brancas: Em Vida exercitaram e compartilharam a Amorosidade na Terra. Logo já estão prontas p/galgar a escada rumo a Luz Divina. Não hesitam, não possuem medo, só Amor que as levará rapidamente do Umbral p/ a Luz. Dificilmente permanecem presas à Terra, a menos que desejem ajudar algum ente querido realmente necessitado.

2- Entidades Acinzentadas: Estas seriam talvez as mais sofredoras das Almas.
São guiadas pela indecisão, não sabem que caminho seguir em sua nova Etapa...
Embora amparadas por Espíritos de Luz, ficam no Umbral como se estivessem equilibrando-se num muro prestes a tombar.

Tais Entidades podem receber influência tanto de Entidades Brancas quanto Negras. São como crianças perdidas procurando sua nova Identidade, aprovação e segurança...Por isso normalmente apegam-se à Terra, pois pensam que ainda cá estão. Orando por elas estaremos ajudando-as com Amor a voltarem p/a Luz Divina.

3- Entidades Negras ou Escuras: Estas são Espiritos Negativos, alimentam-se do Medo, de nossa turbulência mental, fobias diversas, depressões etc...
Mas já não possuem consciência como entendemos, portanto não são necessáriamente Entidades Malígnas...


Chegando ao Umbral fazem como na Terra a escolha errada, entram na porta errada e agora precisam ali na escuridão, no vazio, no nada dar sentido a sua existência.

O que só será possível quando aceitarem plenamente a Luz de Deus. Ao invés de tentar encobrí-la de si mesmas ou cercear pessoas cá na Terra, debilitando-as com dúvidas, depressão e desesperança.

Estas são as Almas que mais necessitam de Orações, tanto de Entidades Brancas Espirituais qto Terrenas. Somente assim desligar-se-ão de vez do Plano Terreno, e permanecerão no Umbral p/uma Cura Completa. Galgarão então, uma nova e positiva etapa em sua essência, a Amorosidade.

Para Deus Somos Todos Iguais ?? Claro que sim !! Mesmo que algumas Almas como as Acinzentadas e Negras necessitem de um período maior de Aprendizado e Cura, nunca esqueçamos: Somos Todos Filhos Queridos do Divino e Dele fazemos Parte!

Mais cedo ou mais tarde todos os Espíritos, serão atingidos pelas Poderosas Luzes Brancas de Puro Amor, enviadas por "Ele" e Seus Anjos.
Elas levarão todas as Almas já curadas, de volta a sua Essência, a Luz Divina ou o Todo.

E para Nós que cá estamos na Terra vale um Precioso Lembrete:

* Energias Negativas só podem nos "usar" a medida que o permitirmos. As Trevas fogem da Luz.
Então, se alguma Entidade Espiritual lhe pedir auxílio,(por exemplo em forma de sonhos) reze de acordo com sua Doutrina, de todo seu Coração por ela. Faça isto qtas vezes você puder.

Estará ajudando uma Alma a curar-se espiritualmente e a reencontrar sua Verdadeira Morada, da qual Todos nós Viemos, Deus.



Aromas de Rosas...

Lillly Rose

domingo, 27 de junho de 2010

LIÇÃO DE VIDA - APRENDIZADO DA ALMA



Introdução de Lilly Rose, Contos Budistas por Fernando Badô, "Os Dois Jovens Monges"- Autor Desconhecido, "Budismo - Série Música e Fé", Editora Top. Imagem Fonte: www.magickalgraphics.com

Boa Noite Queridos Elfos e Fadas. Hoje vamos escrever e refletir um pouco sobre a Grande Sabedoria Budista.

Através de Ensinamentos das Tradições Zen-Budistas aprendemos como nas Parábolas Cristãs. E um dos melhores Aprendizados é este: Não pré-julgarmos os outros e suas atitudes.

Para bem exemplificar esta situação segue um Conto Budista de Autor Desconhecido, transcrito por Fernando Badô.


OS DOIS JOVENS MONGES - POR FERNANDO BADÔ


Zan e Kido caminhavam por uma rua lamacenta quando passaram por uma linda moça.
Ela estava com medo de sujar as roupas numa das poças. Zan chamou-a e a levantou nos braços, carregando-a pela rua.

Então os dois Monges seguiram o caminho de volta ao Monastério e não se falaram até o anoitecer, quando Kido, contrariado, não aguentou mais ficar calado e repreendeu Zan:

- "Monges não devem andar junto a Moças" - disse Kido, "e principalmente com Moças tão lindas quanto aquela! Não podemos correr o risco de ceder a tentações. Por que você fez isso ?"

- "Meu bom Amigo", respondeu Zan tranquilamente,"eu deixei a Jovem lá atrás, na Cidade. É você quem ainda a continua carregando."



Aromas de Flores do Campo,

Lilly Rose