quarta-feira, 16 de junho de 2010

O PEQUENO GLOSSÁRIO DO CLICK DAS FADAS


Textos de Lilly Rose. Adaptados de Diversos Autores, em Especial os Citados em "Principais Referências Utilizadas Neste Post". Todas estas Informações estão Inseridas ao Final deste Post. Imagens: Relação de Fontes de Imagens Sequenciais, a partir de "OGAM", ver ao Final deste Post tbém. Imagem de Abertura Fonte: www.recadosonline.com - Letra Gótica "O" e Barras de Separação Fonte: Arquivos de Lilly Rose.



OGAM - Alfabeto Céltico, originário da Bretanha, 2.200 A.C. O nome OGAM deriva provavelmente do Antigo Deus Irlandês OGMA. Este Alfabeto era o predileto dos Sumos Sacerdotes Druídas.


A maior parte de suas inscrições encontram-se em Pedras Memoriais ou Monumentos Megalíticos espalhados pela Bretanha, Irlanda e Escócia.

O OGAM diferencía-se dos demais Alfabetos por não apresentar caracteres separados ou únicos. É constituído de Grupos de 5 Letras, representadas por uma, duas, três, quatro ou cinco Letras em sua parte superior.
Abaixo encontra-se cortando o Alfabeto ao meio uma Linha base, o DRUIM. Esta seria sua Concepção mais conhecida.
FEWS são as Letras que compoem o OGAM. Também conhecidas pelo nome de FEDHAS, estas letras eram escritas da esquerda para a direita, ou de cima p/baixo.

A escrita do OGAM inicia-se sempre com o Símbolo EITE ou PENA (>).

Originalmente existiam 4 Grupos de 5 FEWS. Os 20 FEWS Originais eram os seguintes:

> B L F S N H D T C Q M G Ng St R A O U E I

Os Celtas eram extremamente prudentes ao utilizar a Palavra Escrita. Acreditavam que ela possuía grande Poder, tanto para o Bem quanto para o Mal. Segundo este Povo, uma Palavra seria capaz de ferir muito mais que uma Lança, quando mal utilizada.
Por esta razão, o Legado da Cultura Celta continua ainda complexo p/entendermos até os dias de hoje. Pois sua Linguagem contêm uma infinidade de conexões extremamente profundas, representadas em sua maioria por símbolos. Talvez jamais saibamos de fato seus verdadeiros significados...

Vejamos um exemplo destas conexões fantásticas dentro do próprio Alfabeto OGAM:
Palavras iniciadas com a mesma Letra teriam cunho simbólico e ligadas mágicamente. De modo que cada Letra representaria uma Árvore, um Pássaro, uma Cor, uma Profissão....

Enfim, a Simbologia com as Letras era tamanha, que estudiosos concluíram que muitos outros significados para elas, simplesmente perderam-se ao longo do Tempo.





OLHOS DE BUDA - Sua Figura sempre destaca o "Terceiro Olho" na testa. Este é o "Olho que Tudo Vê", percebe a Manifestação Suprema. Normalmente apresenta-se fechado, para que Buda foque-se na Contemplação Interior.



OLIVEIRA - Na Antiga Grécia seria a Planta consagrada à Deusa Atena, irmã de Apolo(ambos Filhos do Grande Zeus). A Oliveira significa Força Física e Espiritual. Está relacionada também à Fertilidade, Força Vital, Êxito e Reconciliação. Os Ramos da Oliveira associam-se a Figura do Pombo. E ambos simbolizam a Paz.



OMAEL - *Anjo Cabalístico que induz a boas e sinceras Amizades. Concede o Dom da paciência às Pessoas. Seu Gênio Contrário tem influência destruidora sobre certos Seres de acordo com a vibração que emitem. Interfere também em acontecimentos trágicos. Melhor horário para Invocar o Anjo Omael: Entre 09:41 h até 10:00 h.

* Anjo Cabalístico: Deriva da Palavra Hebraica "Cabala" que por sua vez significa "Tradição". A Cabala enumera Nomes Sagrados a serem Invocados. Em Antigas versãos da Bíblia Cristã, Jacó teria visto em Sonho, a Cabala como uma Escada entre o Céu e a Terra por onde transitavam 72 Anjos ou Gênios. Cada Anjo Cabalístico Protege Pessoas nascidas no mínimo em três Datas Natalícias.



ONDAS DO MAR - Simbolizam o Movimento e as Forças Indomáveis da Mãe Natureza. E também seu Poder de Transformação e Renovação da Vida, atrávés do Elemento Água. Podem associar-se ainda à Paixões Perigosas e Avassaladoras.

ÔNIX - Esta bela Pedra Negra qdo utilizada como Talismã é Poderosa p/ aliviar o Stress e a Depressão. É excelente p/neutralizar influências negativas ou nefastas, protegendo seu usuário de efeitos e energias malévolas. Para tê-la como Talismã, basta procurá-la em boas Lojas Esotéricas na forma Rolada(sem pontas).

Aumenta a Coragem e estimula o Espírito. Entre Magos e principalmente Magas, é considerada uma Pedra Sagrada. Pois afasta rapidamente a Negatividade, induzindo à Relações Benéficas. Favorece ainda o aprimoramento p/interpretação de Sonhos Divinatórios e aumenta a Intuição.



ORDEM - Símbolo Rúnico de Grande Poder. Eficiente para reeorganizar as idéias, qdo tudo parece "desabar" em nossa vida. Ao desenharmos com Óleo Aromático( *Verfique antes se sua pele não é alérgica ao Óleo que utilizar. E cuidado c/seus Olhos)este Símbolo Rúnico em nossa testa, ele é capaz de combater o Caos Mental.

E ainda conseguimos c/ele restabelecer o Equilíbrio de nosso Corpo Sutil.
Sugestão de Óleos Aromáticos p/ as funções acima citadas: Madeira, Madeira do Oriente e Musgo de Carvalho.



ÓRFICA, MAGIA - Dentro da Mitologia Grega, Orfeu (filho de Apolo c/a Musa Calíope), imortalizou-se por seu Grande Amor pela Bela Eurídice. Apolo concedeu a seu dileto Filho o Dom de tocar sua Lira de forma irresistivelmente Bela. Dizem as Lendas que até as Rochas amoleciam-se diante da Música de Orfeu.
O Jovem Semi-Deus ensinou aos Homens suas Artes Mágicas, da Música e da Cura de diversas enfermidades.
A Magia da Música de Orfeu era imcomparável e detentora dos Poderes sobre a Escuridão.

Apaixonados, Eurídice e Orfeu casaram-se. Mas não tardou p/o Destino fazê-los sofrer. Eurídice é raptada por Divindades do Mundo Inferior. Desesperado Orfeu com seus dotes Mágicos, busca sua Amada nas profundezas do Inferno.

O Deus dos Mortos Plutão permite que o jovem casal parta, desde que Orfeu caminhasse à frente de Eurídice e não olhasse p/ sua amada antes de retornarem ao Mundo dos Vivos.

Preocupado c/sua Esposa inadvertidamente Orfeu vira-se p/trás, a fim de certificar-se que Eurídice o acompanhava. A Jovem então é rapidamente sugada de volta ao Mundo dos Mortos. Inconsolado c/a perda de sua Amada, Orfeu morre e seu corpo é enterrado na região de Limetra.

Segundo Lendas Gregas, até hoje um Rouxinol canta sobre seu Túmulo suavemente, o mais Belo Canto já ouvido na Face da Terra.




OSÍRIS - Deus Egípcio da Agricultura. Patrono da Fertilidade e das Boas Colheitas.
Como Protetor da Natureza era associado às Habilidades da Regeneração.

Alguns Símbolos que representam Osíris: Ferramentas Agrícolas, Cetros e Ganchos.




OSTARA - Ou Equinócio da Primavera. No Hemisfério Norte é comemorado em 21 de Março. No Hemisfério Sul em 22 de Setembro. Em tais ocasiões o Sol cruza o Plano Equatorial, proporcionando Dias e Noites de igual duração.
Este fenômeno reverte em Períodos de Harmonia e Equilibrio, entre as Forças Masculina e Feminina da Mãe Natureza. Durante Ostara a Terra desperta, enquanto o Sol potencializa seu Calor e Poder.




OUROBOROS - No *Gnosticismo representa a cobra que engole seu próprio rabo. Ou a Humanidade presa à Terra, atrelada a um ciclo que impediria a conexão com o Divino.

Alguns Rituais Gnósticos incluem Serpentes como parte de seus Cerimoniais.
Já para a * *Maçonaria, Ouroboros seria um Símbolo relacionado ao Amor, Renovação, Eternidade e Sabedoria Interior. Foi também um Símbolo utilizado pelos * * * Alquimistas Gregos e citado no Livro de Samuel.

* GNOSTICISMO: Vertente Filosófica e Teológica, cujos Praticantes almejam ter Conhecimento Completo e Transcendental da Natureza e Atributos Divinos.

* * MAÇONARIA: Sociedade Universal de cunho reservado, cujos Símbolos são; Liberdade, Igualdade e a Fraternidade entre seus Integrantes.

* * * ALQUIMISTAS: Nome normalmente associado aos Químicos Medievais, que entre outras desafios procuraram incansavelmente a chamada "Pedra Filosofal". Esta teria o Poder de transmutar Metais e descobrir o Elixir da Imortalidade.



RELAÇÃO DE FONTES DE IMAGENS SEQUENCIAIS, A PARTIR DE OGAM


www.google.com, http://inf.ufsc.br, http://imageshack.us, www.glimboo.com, http://proartvirtualg11.pbworks.com, www.photobucket.com, Arquivos de Lilly Rose, www.wordpress.com, www.google.com, www.google.com, www.wordpress.com





PRINCIPAIS REFERÊNCIAS UTILIZADAS NESTE POST



Andy Baggott, Rituais Celtas, Editora Madras.

Brenda Mallon, Os Símbolos Místicos, Vols. I e II, Editora Larousse.

Diversos Autores, Manual do Feiticeiro, Planeta, Editora Três.

Eddie Van Feu, Instrumentos Mágicos, Editora Escala.

Lady Sabrina, A Magia do Bem Explicada Passo a Passo, Editora Novo Século.

Maria Cecília Amaral de Rosa, Dicionário de Símbolos, Editora Escala.

Tibério Bahia, O Livro dos Talismãs da Sorte, Editora Novalis.



Aromas de Lavanda...

Lilly Rose