sábado, 6 de março de 2010

BARDSLEY - A ILHA SAGRADA DE MERLIM

BARDSLEY - A ILHA SAGRADA DE MERLIM

Texto de Lilly Rose. Inspirado e Adaptado de Andy Baggott, Rituais Celtas, Editora Madras.
 Imagem Fonte: www.glimboo.com

Para a Civilização Celta o Grande Mago Merlim foi considerado um Homem Santo, Sábio e Poderoso Mágico. Em algumas Lendas deste Povo, Merlim teria vindo de uma das diversas Ilhas Sagradas dos Sumo-Sacerdotes Druídicos, ou Conselheiros Espirituais da Antiga Religião.

As Ilhas apresentavam um singular e especial significado para os Celtas. Todas elas espalhadas então entre a Bretanha e Irlanda, eram consideradas Lugares Mágicos e Sagrados.

As Ilhas Mágicas eram independentes e separadas do Mundo dos Homens. Várias delas eram Sagradas à Deidades específicas e normalmente estavam ligadas ao Deus Céltico dos Mares "MANANNAN MAC LIR". Possuíam Organização Parlamentar própria, e por vezes Rainhas ou Reis; que geralmente eram os mais velhos(as) e sábios(as) habitantes de cada Ilha.

Com frequência Pessoas do Continente faziam longas Perigrinações rumo às Maiores Ilhas Sagradas como Anglesey, Iona e Skye, para participarem de Cerimoniais ou buscarem conselhos dos Sábios em que nestas Ilhas viviam.

Algumas Lendas Célticas afirmam que a Sagrada e Mística Ilha de "BARDSLEY" situada na Costa da Bretanha, teria sido o Local escolhido para o Repouso Final do Poderoso Merlim.

Teria sido ele encaminhado pelos Deuses à Bardsley junto a Nove Auxiliares Bardos. E levando consigo os "Treze Mágicos Tesouros" da Bretanha de então.

Cada Tesouro( Dádivas dos Deuses Celtas daqueles tempos)apresentaria Poderes Mágicos Próprios, relacionados a características das Deidades que representassem.


OS TREZE TESOUROS MÁGICOS DA BRETANHA ENTREGUES 
AOS CUIDADOS DE MERLIM


1- Dyrnwyin ou Punho Branco; seria a Espada de Rhydderch, o Generoso.

2- A Cesta de Gwyddno Garanhir.

3- A Corneta de Bran.

4- A Carruagem de Morgan, o Rico.

5- A Corda de Clydno Eiddyn.

6- A Faca de Llawfronedd,o Cavaleiro.

7- O Caldeirão de Dyrnwch, o Gigante.

8- A Pedra de Afiar de Tudwal Tydglyd.

9- O Casaco de Padaen ( Casaco-Vermelho).

10- O Pote de Barro de Rhygenydd, o Clérico.

11- O Prato de Rhygenydd, o Clérico.

12- O Tabuleiro de Xadrez de Gwenddolau Ap Ceidio.

13- O Manto de Arthur de Cornwall.


Desde então de acordo com as já referidas Lendas, Merlim e seus Treze Mágicos Tesouros foram "teóricamente" perdidos...

Tais Perdas simbolizariam a Perda do Antigo Conhecimento em favor do Cristianismo.
Desta feita Melim estaria até os dias atuais, escondido c/ seus Tesouros dentro de um Magnífico Castelo de Cristal Invisível na Ilha de Bardsley, em direção ao extremo Oeste da região Bretã de Caenarvonshire.

O Tempo passou e muitos exploradores ao longo dos séculos, por curiosidade ou ganância têm invadido esta Região em busca dos Treze Mágicos Tesouros sob os Cuidados do Grande Mago; porém sem lograrem sucesso em suas tentativas.

Infelizmente a História constata que: mesmo que a Antiga Religião tenha cedido Espaço a um novo Direcionamento Espiritual o Cristianismo, o Ser Humano ainda não aprendeu a reconectar-se c/sua Natureza Divina, não respeita a si próprio nem ao seu semelhante e muito menos à sua Morada, a Mãe Terra.

Por estas e outras razões, o paradeiro de Merlim e de seus Treze Tesouros Mágicos dentro de Bardsley continuam um verdadeiro Mistério, pois ninguém até hoje conseguiu reencontrá-los...

"E Eles não Ressurgirão até que os Velhos Costumes de Honrar e Respeitar a Terra Tenham Sido Restaurados"

Assim teria afirmado o Grande Mago e Sacerdote Druídico Merlim !


Aromas de Amêndoas...

Lilly Rose