sábado, 20 de fevereiro de 2010

O PEQUENO GLOSSÁRIO DO CLICK DAS FADAS

Textos de Lilly Rose. Adaptados de Diversos Autores, em Especial os Citados em "Principais Referências Utilizadas Neste Post". Todas estas Informações estão Inseridas ao Final deste Post. Imagens: Relação de Fontes de Imagens Sequenciais, a partir de "Mabon", ver ao Final deste Post tbém. Imagem de Abertura Fonte: www.recadosonline.com - Letra Gótica M: Fonte Arquivos de Lilly Rose.


Este Post é Dedicado à Kurt Cobain, que Hoje Aniversaria no Plano Espiritual. Luzes e o Amor de Jesus p/ Você Kurt!!! Com Carinho, Lilly Rose

M - Conheceremos a Magia Natural que contêm os Nomes Iniciados com a Letra "M": Pessoas cuja Inicial de seu primeiro Nome iniciar-se com a Letra "M", revelam-se extremamente emotivas e ligadas à Família. Por esta razão correm o risco de exagerar em seus cuidados com seus entes queridos, sufocando justamente aqueles que mais amam.


MABON


Assim era chamado pelos Antigos Celtas seu popular Equinócio de Outono. Mabon tbém representava o Período de Repouso p/ a Amada Mãe Terra. Neste ínterim toda a Natureza aguardaria sua Renovação ou a Gestação de um Novo Ciclo. Uma Magia Natural desencadeada pelas Forças Mágicas da Grande Deusa Mãe, que prenunciava as frias e longas Noites de Inverno.



MAGIA




"Magia" trata-se de uma Ciência Natural e Prática. Capaz de criar mudanças conscientes de acordo com a intenção de uma Pessoa. Em Inglês a palavra recebeu o acréscimo da letra "K"-"MAGICK", para diferenciá-la do Ilusionismo dos Palcos.

Sua Origem coincide c/ as primeiras tentativas do Ser Humano de entrar em maior contato c/ as Forças da Natureza e através deste recurso, exercer um específico controle sobre tais Energias.
Antigas Culturas como a Celta, não faziam distinção entre a Magia em si e outras formas de entender e interagir junto às Forças Universais em suas Experiências Terrenas. Para os Celtas, a Magia fazia parte intrínseca de seu Cotidiano.

Por meio da Magia podemos gerar processos conscientes de manipulação da Energia Cósmica. A Magia faz parte da Ordem Natural do Universo. Portanto não é de estranhar-se que o Homem tenha curiosidade em buscar entendê-la e utilizá-la para diversas finalidades.

Várias Doutrinas acreditam ainda nos dias atuais, que a Magia é um Caminho cercado de Espíritos desconhecidos ou uma forma de desafiar à "DEUS". Por estas e outras razões típicas de Crendices Populares, esta Ciência Natural por muitos não é vista c/ bons olhos. E geralmente é descrita como algo Perigoso e Ruim.

Para aumentar ainda mais a descrença e confusão em torno da Magia Natural, surgiriam ao longo do tempo os termos "MAGIA BRANCA" e "MAGIA NEGRA".

A Magia é simplesmente a utilização consciente da Energia Natural que nos cerceia.
Não é portanto inerentemente "BOA" ou "MÁ", "NEGRA" ou "BRANCA". Tudo depende da Intenção da Pessoa de quem dela se apropriar. Praticar Magia requer acima de tudo Consciência, Responsabilidade, muito Estudo e Exercícios Frequentes.

Assim como em qualquer outra Área do Conhecimento Humano, devemos tratar a Magia com o máximo Discernimeto, Consciência, Respeito e Ética. Ou seja, tratando Tudo que nos permeia(incluindo a Magia)c/Dignidade, corresponderá ao mesmo que simplesmente respeitarmos a Nós Mesmos, ao Próximo, nossa Natureza Divina e à Querida Mãe Terra.


MANADEL




"Manadel" é um Dos Anjos da Categoria das "Potências Celestiais" e interligado sempre à Rituais de Prosperidade. Manadel nos auxilia a manter o emprego e não perder bens materiais já adquiridos. Também é invocado para reaver bens ou objetos perdidos.
Serve como Emissário trazendo-nos Mensagens de Pessoas Distantes e Protege contra a Depressão. É também excelente Defensor contra Calúnias.

Rege os Seguintes Dias: 24/04, 06/07, 17/09, 29/11 e 10/02. A melhor Hora para Invocarmos o Anjo Manadel: Entre 11:40 às 12:00 h.


SALMO DO ANJO MANADEL


" A Ti Senhor, Elevo Minha Alma.

Deus Meu, em Ti Confio.

Volta-te para Mim e tende Compaixão.

Faze-me Senhor, Conhecer os Teus Caminhos!"


MANDALA



"Mandala" é uma palavra em Sânscrito que representa um Círculo Concêntrico. Ou o Símbolo Natural no Budismo que significa o "Todo". Quando as Mandalas são inseridas em um Quadrado elas apresentam quatro entradas.

Mandalas oferecem ilimitadas combinações de Cores, Desenhos, Artes, Magia e Psicologia. Através de uma Mandala objetiva-se um processo meditatório e de relaxamento. A fim de adquirir tranquilidade e aprender a discernir as Ilusões do Mundo Material.
Uma Mandala também simboliza a Busca Eterna da Alma pelo "Ser Supremo", levando o Devoto à Harmonia e Equilíbrio, rumo à Jornada p/ a Iluminação Espiritual.


MANNAZ



"Mannaz" integra uma das 25 Runas Mágicas concebidas pelo Poderoso Deus Nórdico Odin. Representa o "EU", ou o "Ponto de Partida".

Mannaz encerra o Desejo de Mudança da Busca pela Luz, Claridade ou Sabedoria, partindo do Auto Conhecimento de nossa Alma. Se observarmos com maior atenção, esta Runa apresenta um significado similar às Mandalas anteriormente descritas.
Uma vez compreendido nosso "EU", através dele fluirão como o Curso das Águas, todas as Possíveis e Benéficas Relações com o próximo, a Natureza e c/o "Divino".


MARÇO



"Março" seria a quinta das Treze Luas Cheias do Calendário Lunar da Antiga Religião Celta.
Março simboliza Renascimento ou Tudo que é Novo, Virginal. É também chamado de "Lua Casta". Esta Etmologia siginifica Pureza. Que para o Povo Celta refletía-se no costume de Saudar um Novo Ano com uma Consciência Espiritualmente límpida. Ou seja, pronta para iniciar o "Plantio" de novos e Salutares Anseios.


MANTRA



"Mantra", palavra Oriental originada da Raíz Etmológica "MAN", que siginifica "PENSAR". Por sua vez "MAN" deriva da palavra "MANAS", que representa "MENTE". Já "TRA" simboliza a Instrumentalidade e originou-se da palavra "TRANA", que siginifica "CONTROLE".
Uma Definição Simples para Mantra: Uma Combinação de Sons ritimados, que nos auxiliam a controlar e aprimorar nossa Mente. Sempre ao lado dos Mantras estão os "BHAJANS" ou Canções que expressam nosso Sentimento Devocional, direcionado à alguma Divindade.


ALGUMAS FUNÇÕES SALUTARES DOS MANTRAS


1- Invocam Proteção.

2- Tranquilizam Nossa Mente.

3- Elevam Nosso Nível de Consciência.

4- Desenvolvem Nossa Espiritualidade.

5- Despertam Nossos Poderes Psíquicos.

6- Facilitam Nossa Concentração.


UM EXEMPLO PRÁTICO E EFICAZ DE MANTRA


Abordaremos o Mantra-Semente ou Bij-Mantra. Este Mantra possui de uma a dez letras. Dentre os diversos Mantras-Sementes encontraremos o Popular "OM". Outros exemplos de Mantras-Sementes c/ os quais podemos entoar Melodias junto à nossa Criatividade: "LAM", "YAM", "VAM" E "RAM".

Podemos emitir um Mantra através do Método Simples dos "KIRTANS". Este Método consiste em emitirmos Vocalizações Devocionais de maneira alegre, criativa e extrovertida, ou seja, nós mesmos podemos criar um Ritmo e uma Melodia próprios para um Mantra.
Todo este simples Processo é também uma forma Celebrativa de Entoação Espiritual, que despertará nossa maneira de criar Arte e aprimorar a Dança Ritimada.


MELISSA



"Melissa ou Erva Cidreira" além de ser uma bela Planta, possui Propriedades Mágicas tais como: Proteção e Indução a um Sono Tranquilo. Melissa é especialmente indicada para fins Meditatórios e Viajens Astrais. Cultivá-la ou tomar um Chá desta Planta torna-nos mais calmos e receptivos à Amorosidade. E para aqueles que não sejam alérgicos à Melissa, ela poderá proporcionar Banhos Repousantes e Perfumados, garantindo um "Verdadeiro Sono de Anjos" e muitos, muitos Bons e Abençoados Sonhos.


MERLIM-EM PINTURA DE SUNDARA FAWN




Merlim foi um Lendário e Grande Mago, pertencente à Estirpe Bretã dos Pendragon. Também pode ser encontrado em Bibliografias diversas por outros Nomes entre eles "Merlim Emrys". Ao longo de sua Jornada na Antiga Grã-Bretanha Merlim proferiu algumas Profecias em Versos Gnômicos. Apaixonou-se por uma mais Belas Fadas do Reino de Avalon, Vivianne ou a Dama do Lago. Com ela supostamente teria concebido um único Herdeiro de nome Lancelot Du Lac, cuja Educação Mágica teria ficado ao encargo da Mãe.

Com sua enorme Sabedoria e Poderes Místicos, não tardou p/ que sua fama espalhasse-se pela Bretanha e assim converteu-se em Conselheiro Mágico e Espiritual dos Irmãos Ambrosius Aurelianus e Uther Pendragon. De acordo com algumas Lendas sobre este grande Mago, nesta época Merlim teria projetado e construído mágicamente o "Círculo Sagrado de Stonehenge".

Mais tarde tornar-se-ía além de Tutor, também Conselheiro Mágico e Espiritual do filho de Uther Pendragon, o inesquecível Rei de Camelot, Arthur Pendragon.

Após cumprir sua Missão ao lado de Arthur, Merlim teria retornado já enfraquecido ao Reino de seu Pai, para definitivamente consagrar-se como o "Eterno Guardião" da Grã Bretanha.


MILHO



O Milho foi e ainda é um dos mais salutares e significativos alimentos p/o Homem e demais Animais. Para Antigas Civilização como a Maia, o Milho representava a "Carne de Seus Deuses". Por isso entre os Maias o Ser Humano teria sido criado pelos Deuses "HURUCAN" e "GUGUMATZ". De acordo com esta lenda, os referidos Deuses após inúmeras tentativas de "criar" Humanos através da lama e madeira, optaram em misturar seu próprio sangue junto à farinha de Milho. Assim teriam surgido os primeiros Seres Humanos( a partir de um Caule de Milho) na Concepção e Cultura dos Antigos Maias.


MITOS



Muito antes do nascimento da Filosofia os Antigos Gregos já viam e explicavam o Mundo através de seus "Mitos".
Os Mitos podem ser descritos como uma narrativa de uma Criação, que nos relata algo fantástico, que não existia...mas de repente passou a existir, a Ser.

Mitos expressam nosso Mundo e nossa Realidade, que transcendem sempre a uma representatividade coletiva. Ou seja, referem-se às Tradições e Histórias de uma Civilização, nunca de um único Indivíduo.

Os Mitos são normalmente encarados como Heranças Históricas e Religiosas, a serem compartilhadas admiradas e compreendidas. Pois são repassadas de gerações em gerações ao longo do tempo para melhor entendermos nossa própria História.



MOISÉS


* Ator Charlton Heston como Moisés no Épico "Os Dez Mandamentos"

Egípcio de nascimento( Região de Memphis Século XIII A.C ), o jovem Moisés mudaria para sempre o Rumo do Judaísmo. Inconformado com a escravidão do Povo Judeu, Moisés foi considerado o enviado de Jeová com a Missão de libertar os Antigos Hebreus do Cativeiro Egípcio de então.

*Vale aqui ressaltar que a Escravidão Humana entre Antigas Civilizações como a Egípcia era fato aceito e considerado normal dentro de suas Organizações Sociais.É preciso entender então o Contexto Histórico em que tais situações ocorreram antes de sairmos a julgar e a recriminar este ou aquele Povo. Estamos aqui tão somente nos atendo aos Fatos estritamente Históricos sobre a Vida e Legado de Moisés.

Para muitos Historiadores e Teólogos, Moisés foi considerado não apenas um Homem de Convíctos Princípios. Mas também um Guerreiro, Estadista, Moralista, Poeta, Historiador e Legislador dos Hebreus.
Recebeu Educação esmerada na Corte Real Egípcia sendo instruído por Altos Sacerdotes.

Como Verdadeiro Emissário do Plano Superior Moisés criou duras Leis, mas que no contexto histórico em que viveu eram necessárias, adequadas e rapidamente foram assimiladas pelo Povo Hebreu.

Criou o chamado "PENTATEUTO", um Corpo de Doutrinas onde encontravam-se os Cinco Primeiros Livros da Bíblia: Gênesis, Êxodo, Levítico, Número e Deuteronômio. Originalmente o "PENTATEUTO" fôra escrito em Hebraico Arcaico. Na Tradição Judaica receberia o nome de "TORÁ" e tornou-se o alicerce da História de Israel.

Através de Moisés o Judaísmo transformou-se em uma Semente de Luz para este Povo e a própria Profissão da Fé Judaica. Moisés era um Líder Nato e tornou-se a Voz e Palavra do Povo Hebreu, que professava um "DEUS", "UNO" e "ETERNO". De acordo c/alguns Historiadores faleceu aos 120 Anos de Idade.



MÚSICA PARA ELEMENTAIS



"Elementais" são grandes apreciadores de uma boa Música. Mas cada Grupo ou Categoria destes Seres Etéricos possuem determinadas preferências.

Por exemplo, Elementais da Terra como Gnomos e Duendes gostam por demais de Músicas Irlandesas, bem animadas que se prestem para Dança. Por sua vez Silfos, Elfos e Fadas preferem Músicas suaves, em especial aquelas tocadas por Instrumentos de sopro como Flautas.

Já as Salamandras deliram c/os ritmos fortes e vibrantes de vigorosas Sinfonias.

E as Fadas das Águas, as Ondinas deleitam-se junto às Sereias, ouvindo Melodias que possuam vozes suaves, harmoniosamente cadenciadas e aveludadas.



RELAÇÃO DE FONTES DE IMAGENS SEQUENCIAIS, A PARTIR DE MABON


www.rosanevolpatto.trd.br, www.glimboo.com, www.wordpress.com, www.wordpress.com, www.znadrukiem.pl, www.google.com, www.google.com, www.google.com, www.fineartamerica.com, www.google.com, www.google.com, www.wordpress.com, www.freewebs.com


PRINCIPAIS REFERÊNCIAS UTILIZADAS NESTE POST


1- Brenda Mallon, Os Símbolos Místicos, Volume I, Editora Larousse.

2- Eddie Van Feu, A Magia dos Elementais, Editora Escala.

3- Eddie Van Feu, Rituais de Prosperidade, Editora Modus.

4- Eddie Van Feu, Sonhos Futuro & Magia, Editora Modus.

5- Editorial Escala, A História Ilustrada da Grécia Antiga, Editora Escala.

6- Editorial Escala, Mantras e Cânticos Devocionais da Índia, Editora Escala.

7- Editorial Minuano, Caminho Espiritual, Grandes Espíritos, Editora Minuano.

8- Editorial Minuano, Coleção Natureza Mágica, Editora Minuano.

9- Equipe Planeta, Manual do Feiticeiro, Volume II, Editora Planeta.

10- H. Gerenstadt, Avalon e o Graal, Editora Madras.

11- Lady Sabrina, A Magia do Bem Explicada Passo a Passo, Editora Novo Século.

12- Marion Z. Bradley, Obra Completa "As Brumas de Avalon", Editora Círculo do Livro.

13- Ralph Blum, O Livro das Runas, Bertrand Brasil Editora.

14- Skye Alexsander, Astrologia Mágica, Editora Novo Século.



Aromas de Margaridas...

Lilly Rose