segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

TERRA DAS FADAS - BERÇO MÁGICO DE ARTHUR, EXCALIBUR E LANCELOT


Texto de Lilly Rose. Adaptado dos Estudos de Lilly Rose e de: H. Gerenstadt, "Avalon e o Graal", Editora Madras, Adriana Zierer & Orlando Paes Filho, "Artur" - Universo Angus, Editora Planeta. Imagem 1 Fonte: www.flickr.com ( Ator Nigel Terry como Rei Arthur no Filme Excalibur, 1981). Imagem 2 Fonte: www.glimboo.com ( Fadas a Caminho da Terra das Maças ou Avalon).

TERRA DAS FADAS - BERÇO MÁGICO DE ARTHUR,
 EXCALIBUR E LANCELOT


Vindas diretamente da Terra das Fadas ou Ilha das Maçãs, chegavam aos Celtas as façanhas de um Bravo Guerreiro e seus destemidos Cavaleiros. O Nome deste Guerreiro Celta: Arthur Pendragon.

Suas proezas tornaram-se conhecidas pelo povo que as relatava oralmente de pais p/filhos. E teriam sido associadas inicialmente a uma antiga lenda anônima, de Título "KULWCH & OLWEN" que remontaria aos meados do Século VII(?).

Tão belas e prodigiosas Histórias foram transcritas somente por volta do Século XII no Continente Europeu. A esta altura o Mito e o Homem já eram um só, assim como todo o fascínio que envolve até os dias atuais a simples menção do nome "Rei Arthur".

De acordo c/as mais antigas Tradições Celtas Arthur teria nascido na chamada Ilha das Maçãs, também conhecida por diversos outros nomes tais como: Avalon, Emain Ablach, País do Sol, Caer Sidd, Terra das Fadas, Terra da Imortalidade e Terra dos Mortos.

Variadas eram também as versões das Lendas Athurianas entre os Celtas. Mas em todas elas uma temática era constante e inquestionável: A Mágica relação entre o Herói e o Mundo Invisível, representada pelos Deuses da época ou Forças Sobrenaturais.

Terra das Maçãs no Mundo Céltico era a Morada por excelência do Deus Sol ou Lugh.
Este seria o Paraíso deste sábio Povo, podendo ainda ser chamado pelo nome de "Caer Sidd".

Também na Terra das Maçãs ou Terra das Fadas teria sido forjada( para garantir seu poder de invencibilidade sobrenatural), uma espada digna de um verdadeiro Rei, "Excalibur" ou "Caladffwlch", que significa "Duro Corte".

Reino Místico e Fascinante, Avalon teria sido também o berço de Sir Lancelot du Lac. Belo e Bravo Guerreiro, nascido e criado por Fadas, virtuoso e corajoso, com força física inigualável; frutos de sua Pureza Ímpar.

Tão perfeito Cavaleiro supostamente teria nascido da união da Bela Fada Vivianne ou Dama do Lago, com um dos maiores Magos daqueles tempos Merlim, ou em Galês Myrddin.

Os Celtas tinham orgulho de suas origens e de seus Bravos Antepassados como Arthur. Para eles então Avalon seria seu Éden, a Terra dos Mortos ou da Eterna Juventude.
Esta fantástica Ilha envolvida por Mágicas Brumas, era governada por Morgana ou Morgaine, irmã de Arthur juntamente com suas outras nove Irmãs. Todas elas eram detentoras de vários Poderes e Dons, dentre eles o da Imortalidade.

FADAS A CAMINHO DA TERRA DAS MAÇÃS OU AVALON


Avalon era conhecida como a Terra das Maçãs, pois lendas Célticas afirmavam que em tal mágico lugar o Fluxo da Energia Universal estaria em pleno e absoluto equilíbrio.
Razão esta pela qual nesta Paradisíaca Ilha não era necessário trabalhar pois jamais nela faltariam alimentos...

Segundo o Clérico Galês Geoffrey de Monmouthm (que escreveu uma clássica narrativa Arthuriana, "História dos Reis da Bretanha" entre 1135 a 1138), a Terra das Fadas ou das Maçãs era tão abundantemente farta, que em vez de grama o chão era sempre coberto por frutos.

Neste deslumbrante Paraíso eternamente jorrava-se, por toda a parte, deliciosos e adocicados vinhos. E aqueles que ali habitavam desconheciam por completo o Envelhecimento e Doenças.

Diziam ainda as Lendas sobre a Terra das Maçâs, que nela existiria um Mágico Caldeirão, responsável pela infindável abundância existente na Terra das Fadas ou Avalon.

Sobre os momentos finais do Nobre Rei Bretão as lendas Célticas também foram prolíferas...

Algumas afirmam que após sua última batalha em Camlan contra Mordred, Arthur teria partido junto à sua amada Irmã Morgana p/Avalon curar seus ferimentos para nunca mais voltar ao Reino dos Homens.

Outras lendas datadas do mesmo período(?) asseguram que o Grande Rei de Camelot, teria entrado mágicamente em sono profundo, e assim permaneceria até o dia em que o Reino Mortal estivesse finalmente preparado para compreendê-lo e recebê-lo novamente...


*Dedico este Post c/Carinho ao Netinho de nossa Querida Amiga Mary "Arthur", que está por chegar a este Mundo em Breve! Felicidades Arthur!


Aromas de Maças...

Lilly Rose