terça-feira, 19 de janeiro de 2010

A MAGIA CÉLTICA DAS URZES


Texto de Lilly Rose. Adaptado dos Estudos de Lilly Rose e: Anddy Baggott, Rituais Celtas, Editora Madras. Imagem Fonte: Gentilmente Cedida dos Arquivos de Patrícia Bruno, Autora Gabrielle D.

A MAGIA CÉLTICA DAS URZES


"UR", assim eram chamadas no Alfabeto Céltico "Ogam", as Urzes ou Callunas vulgaris.

Estas belas Árvores representavam para os Celtas, Sorte, Frescor e Sabedoria Espiritual.

Seus Ancestrais faziam a partir delas uma saborosa Cerveja que dispensava o açúcar, pois o mesmo era substituído pelo doce e rico Néctar das Urzes. Tal Néctar era tbém matéria prima p/a produção de Tônicos diversos e outros específicos p/o Coração, doenças nervosas e reumatismo.

Antigas Lendas Celtas afirmam que Abelhas nutridas pelo Néctar das Urzes, seriam capazes de percorrer os Caminhos Dourados do Sol, em direção ao Mundo dos Espíritos ou Reino Invisível. E em seu retorno p/o Mundo Visível, aldeões ao alimentarem-se de tão Mágico Mel, adquiririam a Sabedoria de seus Antepassados ou de Espiritos mais Evoluídos.
Era notório também p/ este Antigo Povo, a qualidade e maciez das palhas obtidas pelas Urzes utilizadas em diversas funções, como confecção de vassouras, cordas e até mesmo confortáveis camas naturais.

Assim diziam os Celtas:

" Aquele que Dorme sobre Urzes, Restaura seu Vigor Físico e Refresca Com Bons Pensamentos Seu Espírito!


Aromas de Rosas...

Lilly Rose