sábado, 9 de maio de 2009

O PEQUENO GLOSSÁRIO DO CLICK DAS FADAS


Texto de Lilly Rose, adaptação de Diversos Autores. Imagem de Abertura Fonte: recadosonline.com - Demais Imagens: Glimboo.com - Hostdrjack.com e Arquivos de C.E Ferreira.



FADAS - Elementais do Elemento Ar, divididas em diversas categorias. Extremamente graciosas e com essência etérica Feminina.

Por apresentarem Corpo Etéreo, podem atravessar facilmente a Crosta Terresre. Normalmente são de tamanho diminuto, alegres, belas e vaidosas. Como possuem matéria etérea plástica moldável a partir de nosso pensamento, assumem a forma que mais lhes aprouver, e que também sejam agradáveis ao olhos do Ser Humano.
De todos os Seres Etéricos, as Fadas são aqueles que mais apreciam o contato com o Homem, principalmente com crianças.


FAUNOS - Divindades da Mitologia Grega. Possuíam corpo peludo, metade Homem, metade Bode. Eram considerados Protetores dos Animais para os Antigos Gregos.


FELDSPATO OU PEDRA DO SOL : Na Magia assim como o Quartzo Rosa, é uma pedra destinada a encantamentos Amorosos, inspirando-nos o Coração e concedendo-nos portanto, sucesso nesta área. Possui também o poder de dignificar nossa vida emocional e desmascarar os inimigos ou falsos amigos.



FELICITAS - Antiga Deusa Romana, reverenciada em nosso atual calendário , no dia Nove de Setembro. Esta Deusa era considerada a Mensageira da Felicidade e da Boa Sorte ao Povo Romano.


FENG SHUI - É a Arte Chinesa do posicionamento em construções. Aplicável em cômodos de moradias, estabelecimentos comerciais, de trabalho e até em lotes de terra. Tais posicionamentos são chamados de Baguás. Cada Baguá é direcionado para harmonizar uma diferente área da Vida de seus Usuários.


FÊNIX - Ave típica da Mitologia Egípcia. Sua principal característica era ao morrer em seguida renascer de suas próprias cinzas. Ao sentir o momento de sua morte, Fênix fazia um ninho com madeiras perfumadas e ali aconchegava-se mansamente.
Os raios de Sol então incendiavam a madeira queimando por completo, o ninho e a Ave. Contudo, das cinzas que restavam mágicamente surgia um Ovo, e deste Ovo renascia a Fênix.



FETICHE - Para os Antigos Egípcios, Fetiche representava o Espírito dos Deuses Invocados para apaziguar e garantir proteção contra desastres naturais. Pode ser considerado também sinônimo de Amuleto ou Ídolo.


FETO DA AVENCA CABELO DE VÊNUS - Erva rara em algumas regiões, e de grande relevãncia dentro da Magia, consagrada aos seguintes Deuses : Dis, Kupala e Vênus.


FILTRO - Tipo de Poção Mágica para o Amor. Sua Etmologia deriva do Grego " Philtron ", que siginifica Amar.


FLAUTA CÉLTICA - A Flauta em si, é um dos Instrumentos Musicais de Sopro, mais antigos que o Ser Humano conhece. Enntre o Povo Celta a Flauta estava junto a Tambores e Sinos, sempre presente nas melodiosas Músicas de suas alegres Festividades. A Flauta Céltica era feita artesanalmente, normalmente com madeira de Carvalho, formando um cilindro oco com orifiícios . Externamente poderia possuir pequenos e delicados entalhes de videiras para adorná-la.


FLIDAIS - Antiga Deusa Irlandesa protetora dos Bosques e Animais Selvagens. Flidais viajava pelos Céus em uma bela Carruagem puxada por belíssimos Veados. Esta Deusa, como muitas outras Divindades de seu tempo, possuía também o poder da Transmutação, ou seja, o poder de mudar sua forma.


FLORES - A Energia positiva e de limpeza de diversas espécies de Flores já é notória nas práticas Mágicas. Além de embelezarem um Ambiente, as Flores também nos transmitem Paz, Alegria e Harmonia. Tais Benéficos efeitos ao nosso Corpo e Mente, naturalmente facilitam uma Abençoada conexão com a Mãe Terra.




FLUORITA OO FLUORITE - Também chamada de a " Pedra do Gênio ", desenvolve e fortalece nossa Mente e percepção, coordenando harmoniosamente os dois Hemisférios Cerebrais. Ainda proporciona ao Ser Humano maior ordem e concentração. É também capaz de fortalecer nosso poder de decisão e aliviar o Stress.


FOGO - Dentro do Esoterismo, é um dos Cinco Elementos da Natureza. Está associado à criatividade, inspiração e vitalidade. As Fadas da Categoria das Salamandras pertencem ao Elemento Fogo.


FORA DE CURSO - Na Astrologia, refere-se ao período em que a Lua ou um Planeta tenha feito seu último aspecto com outro Corpo Celestial. No caso da Lua, enquanto ela estiver em um determinado Signo Zodiacal e até que entre no Signo seguinte, este período de transição é considerado improdutivo, aziago ou inativo para trabalhos Mágicos ou ainda, para tomar importantes decisões em nossas Vidas. Para saber quando a Lua está fora de curso, basta possuir uma Tabela de Trânsitos Lunares do Ano Vigente. Estas Tabelas encontram-se facilmente em Periódicos Esotéricos e até mesmo na Web.


FUNCHO - Planta com Poderes Medicinais e Mágicos também dentro do Esoterismo. Na Antiguidade era consagrada ao Deus Adônis.



PRINCIPAIS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS UTILIZADAS NESTE POST

1) Brenda Mallon, Os Símbolos Místicos, Editora Larousse.

2) C. W. Leadbeater, Os Espíritos da Natureza, Editora Ísis.

3) Diversos Autores, Ciência Mística, Número 1, Editora Escala.

4) Diversos Autores, Coleção Natureza Mágica, Editora Minuano.

5) Eddie Van Feu, Calendário Vida & Magia 2009, Editora Linhas Tortas.

6) Eddie Van Feu, Termos Mais Usados nos Círculos Mágicos e Seus Significados, Editora Escala.

7) Eddie Van Feu, Tarot, Editora Escala.

8) Shalila Sharamon & Bodo J. Baginski, Braceletes de Força e Poder, Editora Madras.

9) Skye Alexsander, Astrologia Mágica, Editora Novo Século.


O.B.S: A Data da Postagem da Letra " G " do " Pequeno Glossário do Click das Fadas " será transferida de 23/05/09 para 29/05/09.



DATA DA POSTAGEM DA LETRA A - 14 DE FEVEREIRO

DATA DA POSTAGEM DA LETRA B - 21 DE FEVEREIRO

DATA DA POSTAGEM DA LETRA C - 14 DE MARÇO

DATA DA POSTAGEM DA LETRA D - 11 DE ABRIL

DATA DA POSTAGEM DA LETRA E - 25 DE ABRIL

DATA DA POSTAGEM DA LETRA F - 08 DE MAIO


Aromas de Rosas...

Lilly Rose

quarta-feira, 6 de maio de 2009

GRAND CANYON - BERÇO DE SALAMANDRAS


Texto de Lilly Rose. Adaptado de Dora Van Gelder, O Mundo Real das Fadas, Editora Pensamento.
Imagem 1 Fonte: www.glimboo.com - Imagem 2 Fonte: www.renderosity.com


" GRAND CANYON - BERÇO DE SALAMANDRAS "

Grand Canyon; uma Beleza singular da Grande Mãe Natureza, abençoadamente situada no Estado do Arizona, U.S.A.

Além da fascinação experimentada por todos aqueles que visitam tal magestoso lugar, outros Misterios por ali se encerram...

Nas profundezas da Terra parece por lá existir um Centro de Pura Energia Subterrânea, semelhante a um Vulcão. Esta Energia seria um Grande e Belo Anjo, chamado" Anjo do Canyon", capaz de gerar enorme poder de criação Elemental.

Este Anjo protege todo o Vale do Grand Canyon, segundo Esoteristas e Teosofistas.
Ele coordena toda a renovação e transmutação da Energia local, pois participa de toda sua essência. Assim ele torna-se capaz de compreender e concretizar sua nobre missão neste Magico lugar.

ANJOS DO FOGO - ESSÊNCIA CRIADORA DAS BELAS SALAMANDRAS



Possui ele também, Anjos auxiliares em tão Valoroso empreendimento Divino. Tais Anjos chamados Anjos do Fogo nascem dos Vulcões, contudo são belos, bondosos e poderosos...

Saem eles das entranhas de suas Grutas Subterrâneas, levando luminosas correntezas de Energia para que se espalhem por dentro e através do corpo do Grande Anjo do Canyon e de todo o Vale.

Contudo, boa parte desta Luminosidade produzida, é utilizada dentro de suas próprias grutas. Ali os Anjos do Fogo retiram da Natureza Subterrânea sua Força Elemental, e permitem que ela lhes envolva todo seu Corpo Etérico.

Deste Movimento forma-se uma reserva quente e fluida, da qual surgem as Fadas do Fogo.
Em geral estes Anjos se concentram na criação de Grandes Fadas Ígneas, as Salamandras, pois são elas a essência do Fogo.

Uma vez gerada de forma extremamente diferenciada às demais Fadas, a Salamandra sai da Gruta Mágica de seu Anjo Criador, e se dirige a diversos pontos da superfície, principalmente para baixo da terra. Ela ali então permanecerá a zelar pelos Vulcões e poderá ser vista facilmente durante Incêndios ...

Salamandras não são Fadas de Má Índole. Elas apenas necessitam da proximidade com seu Elemento natural o Fogo. Pois apenas assim elas conseguem assumir e controlar o Espírito do intenso Calor das profundezas maiores da terra, necessário à Vida de nosso Planeta.

Portanto somente ao lado de seu Amado Elemento Fogo, as Salamandras sentir-se-ão vivas, felizes e úteis à Mãe Terra.

Aromas de Rosas Vermelhas...

Lilly Rose

" ENTRE CÉU E TERRA ESTÃO BRUXA E FADA "


Poesia " Entre o Céu e a Terra estão Bruxa e Fada " extraída na Integra de L. Lacerda, No Reino das Fadas, Editora A.N.E " - Imagem Fonte: www.renderosity.com

" ENTRE O CEÚ E A TERRA ESTÃO BRUXA E FADA "


Entre Céu e Terra ambas estão, uma Bruxa e uma Fada.

Cheias de Mistérios, Alegria e Magia,

Um dia se encontraram numa noite Estrelada...

Suas Almas reconheceram-se de imediato.

Seus Corações hoje pulsam em Una Sintonia...

Assim amam e amparam-se em cada gesto, em cada ato.




Hoje Bruxa e Fada sabem que Irmãs para sempre serão...

Pois desta Forma o Divino sem distinção as entrelaçou.

Tais laços foram feitos de Magia, Amor e Sedução...

Aqueles que as encontram perguntam-se...

Mas quem é a Bruxa e quem é a Fada ?

Resposta no Véu oculto do Céu e Terra, pois é Mistér e Encanto ...

Assim como o são os Verdadeiros Contos de Fadas !



Aromas de Flores do Campo...

Lilly Rose


O.B.S : Dedico com todo o Carinho esta Pequena mas Mágica Poesia à minha Irmã , Patrícia Bruno.

domingo, 3 de maio de 2009

AS DRÍADES CELTAS - ESPÍRITOS DA ÁRVORE


Texto de Lilly Rose, adaptado de Eddie Van Feu, Calendário Vida & Magia, Editora Linhas Tortas.
Imagem fonte: www.renderosity.com ( PetrGdesing ) - Arte Final: L. Ferreira.

O.B.S : O Ritual inserido neste Texto não deve ser realizado por Crianças !

AS DRÍADES - ESPÍRITOS DAS ÁRVORES

Assim como os Homens Verdes Celtas protegiam a Vegetação e Pessoas, existia para a Civilização dos Celtas, também um Espírito Feminino ,Protetor em especial das Árvores, as Dríades.

De acordo com estas antigas lendas as Dríades, nasciam com uma Árvore e à ela estariam intrinsecamente ligadas até a sua Morte. Como os Homens Verdes Celtas, as Dríades possuíam poderes Mágicos, aos quais gentilmente ensinavam aos grandes Sacerdotes Celtas, os Druídas.

Estas Belas Mulheres-Árvores, também eram receptivas ao Ser Humano de Coração Puro e a ele poderiam oferecer Proteção e atender pedidos, que há ninguém nem à Natureza pudessem prejudicar.

Para aqueles, que ainda hoje acreditam nos Poderes Divinos da Mãe Natureza, um pedido Digno e Nobre à uma Dríade, jamais deixa de ser atendido.

Uma forma simples de realizar tal intento é através de um singelo Ritual que aqui será descrito:

RITUAL DE PEDIDOS ÀS DRÍADES

Para realizar um Ritual às Driades basta que façamos uma pequena Festa à elas.

Num Lugar Verde, onde exista ao menos uma Árvore ( pode até ser no Quintal de sua Casa ),faça uma festa com um Bolo, um Pão, um Cálice de Vinho e uma melodiosa e alegre Música Celta. Antes de comer, procure relaxar junto a este Abençoado Ambiente e por certo, assim sentirá a presença das Dríades.
Quando percebê-las então dance com elas, procurando visualízá-las à sua volta ( não se preocupe, se não conseguir vê-las, elas lhe atenderão da mesma forma, pois estarão gratas por seu carinho).

Feito isto ofereça-lhes com Fé e Respeito os Alimentos que trouxe e coma também.
A porção destinada às Dríades, deixe-a aos pés da Árvore. Finalize o Ritual com um Caloroso, Puro e Sincero Abraço na Árvore. Após um Dia, retorne ao local e recolha os resíduos dos Alimentos adequadamente.

Aromas de Orquídeas...

Lilly Rose

A CRUZ CELTA - A CRUZ DE UM ANTIGO POVO


Texto de Lilly Rose, adaptado de Brenda Mallon, Os Símbolos Místicos, Editora Larousse. Imagem Fonte: google.com

A CRUZ CELTA - A CRUZ DE UM ANTIGO POVO

A Cruz doa Antigos Celtas, conecta o Símbolo Feminino o Círculo, com a forma tradicional de uma Cruz, esta última forma representaria o Símbolo Masculino.
Tais Símbolos seriam a interpretação da União Divina e que para os Celtas inexoravelmente estaria ligada à Fertilidade e à Natureza.

Vale lembrar que a forma da Cruz Cristã, têve sua inspiração em formas de diversas outras Cruzes muito antigas e precedentes à ela , como a Cruz de Ankh ou Ansata, Símbolo Sagrado que para os Antigos Egípcios representaria a Plenitude Divina da Vida e a Cruz tema deste Post, a própria Cruz Celta.

Esta Cruz simbolizava também as quatro Estações. E as quatro Direções marcadas no Círculo representariam a Mãe Terra.

Mas tarde a Cruz Celta, foi adaptada pelos Cristãos para representar a conexão entre o Céu e a Terra.

Geralmente as Cruzes Celtas eram naturalmente belas e finamente entalhadas com intrincados padrões de Videiras, Heras e outra Plantas que se entrelaçavam e nasciam de um Cálice ou Taça. Tudo isto simbolizava para este Antigo Povo, as propriedades Mágicas das Plantas e a Pós - Vida.

Aromas de Flores do Campo...

Lilly Rose