sábado, 25 de abril de 2009

DIA DA QUERIDA MÃE TERRA - 25 DE ABRIL


Texto de Lilly Rose. Imagem Fonte: recadosonline.com

" DIA 25 DE ABRIL - O DIA DE NOSSA QUERIDA MÃE TERRA "

Hoje 25 de Abril comemora-se, de acordo com as Antigas Tradições Celtas, o Dia de Nossa Querida Mãe Terra.

Precisamos de quê para celebrar este tão Abençoado Dia ? Rituais pomposos e Orações prolixas ?

Não, absolutamente não! Precisamos apenas de Nossa Fé e Reverência à Morada que o Divino Abençoadamente, sem nada pedir nos Agraciou , nossa Querida Mãe Terra.

Então sejamos simples e Divinamente Mágicos como ela! Vamos reverenciá-la da forma mais singela possível!

Por exemplo, há quanto tempo não dispensamos momentos de nosso dia ou nosso final de semana, para uma boa caminhada ao Ar Livre ?

Há quanto tempo ao acordarmos, ao invés de reclamarmos que nosso dia será um terror, antes de levantarmos, não tentamos escutar o canto dos Pássaros, ou a Voz da Natureza ?
Ou ainda, esforcemo-nos em ouvir, o cair da Chuva suave e mansinha ao final de uma tarde. Tudo isto é um Eterno Agradecimento à Vida, um Presente à Terra, um Presente à Todos Nós ...

Façamos algo prazeiroso neste Dia, como plantar, abraçar um Amigo(a), uma Árvore ou até mesmo levar uma Plantinha ou Animalzinho para nossa Casa!

Depois, basta agradecermos à nossa Mãe Terra o que ela desde os primórdios de nossa Civilização nos oferece, o Amor da Criação. O Amor da Vida !

Amor este, que hoje a maioria de nós esquece tão facilmente de sentir, ouvir, valorizar e praticar.

Agradeçamos então agora, sempre há tempo para mudar nossas atitudes e pensar.

Mas acima de tudo, agradeçamos de Coração Aberto, sem resevas, com muita Fé, e com muita gratidão à Mãe Terra !!!

" Querida Mãe Terra, Hoje e Sempre será Vosso Divino Dia! Nesta Data, agradecemos a Ti nosso Esteio Físico e Espiritual ".

" Assim foi Dito, Assim se Faça "


Aromas de Orvalho...

Lilly Rose

O PEQUENO GLOSSÁRIO DO CLICK DAS FADAS




Texto de Lilly Rose, adaptação de diversos Autores. Imagem de Abertura Fonte: recadosonline.com - Demais Imagens Fonte: Arquivos de Patrícia Bruno.


EFEMÉRIDE - Tabela que demonstra os movimentos dos Corpos Celestiais e outros dados Astronômicos, também utilizados na Astrologia.

ELEMENTAIS - Seres do Reino Invisível que vivem em um Plano bem próximo de nós e que convivem conosco. Os Principais Elementais inseridos em seus respectivos Elementos são : Silfos, Sílfides e Fadas ( Ar ), Ondinas ( Águas ), Gnomos e Duendes ( Terra ) e Elfos ( Ar e Terra ).

ELEMENTOS - São os principais componentes Mágicos que compoem o Universo e que estão presentes em todo ato mágico. Teríamos os seguintes Elementos : Terra, Ar, Fogo, Água e Éter, este último Elemento pode ser chamado também pelo nome de AKASHA.

ELEMIAH - Anjo Cabalístico invocado para conhecer os traidores e sobrepujar os tormentos do Espírito. Seu Planeta, astrologicamente é o Sol ( astronômicamente é notório que o Sol trata-se de uma Estrela ). Sua Cor é o Dourado. Plantas associadas: canela, arruda e camomila. Seu Metal é o Ouro, sua Pedra, o Diamante. Apresenta conexão forte e direta com o Mestre El Morya, da Fraternidade Branca.



ELMO - Armadura confeccionada em resistente metal para proteção da cabeça. Utilizada por Povos da Antiguidade como os Celtas e seus Descendentes em Batalhas. Semelhante a um capacete.

ENCANTAMENTO - Ritual Mágico, geralmente acompanhado de palavras ou Cânticos.

ESCARAVELHO - Animal cuja simbologia Mágica surge em diferentes Povos da Antiguidade. Para os Egípcios ele era o Símbolo Cíclico do Sol, representando também a ressurreição e auto-reprodução Masculina. Em Roma Antiga, sua figura era usada como Talismã de Força e Poder.
Simbolicamente também é usado em Terapias Holísticas, pois auxilia de forma positiva qualquer parte do corpo físico, beneficiando portanto, todos os nossos centros de Energia.


ESMERALDA - Pedra que restabelece o equilíbrio em todos os pontos de vista da mente, facilitando assim atividades em grupos. Aumenta também as faculdades intelectuais e favorece a assimilação do Saber.

ESOTERISMO - Sua Etmologia, "ESO", significa "DENTRO" e "TER" evoca uma oposição.
Mais importante que seu significado em si, é a sua função, que é evocar um feixe de atitudes e um conjunto de discursos. Ou uma Forma de pensamento cuja natureza se trata de delimitar-se com base nas correntes que a ilustram.

ESPINHEIRO - Planta que na Magia Natural simboliza a Inveja.

ESTRELA DE CINCO PONTAS OU PENTAGRAMA - É a figura de uma Estrela de cinco pontas contida em um círculo. O Pentagrama representa os Cinco Elementos da Natureza: o Fogo, o Ar, a Terra, a Água e o Éter.
Quando usa-se o Pentagrama com a ponta voltada para cima ele possui a capacidade de abrir o Espírito aos Mistérios da Magia Natural, ampliando desta maneira as faculdades psíquicas.
Quando usado com a ponta voltada para baixo, simplesmente enfraquece o corpo físico, encaminhando esta Energia Vital para a terra. Pentagramas normalmente utilizados como Talismãs, protegem mágicamente seu usuário de todas as forças negativas circundantes.

ESTRELA MÁGICA - De acordo com Lendas que perderam-se no tempo, cada Mortal possui uma Estrela no Céu. Tal Estrela, se for refletida em um límpido Cristal trará para dentro de nós seu brilho, sua essência Cósmica e Divina. Já o Cristal utilizado para este pequeno Ritual, a partir de então poderá ser usado como poderoso Talismã Pessoal.



PRINCIPAIS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS UTILIZADAS NESTE POST


1- Antoine Faivre, O Esoterismo, Editora Papirus.

2- Eddie Van Feu, Calendário Vida & Magia 2008, Editora Linhas Tortas.

3- Eddie Van Feu, Herbarium - Propriedades Mágicas das Ervas, Editora Escala.

4- Eddie Van Feu, Termos Mais Usados nos Cículos Mágicos e Seus Significados, Editora Escala.

5- Fionna MacDonald, Vikings, Editora Moderna.

6- Giovanna Lakshmi e Veneziani Costa, Hierarquia Angelical, Editora Madras.

7- Skye Alexander, Astrologia Mágica, Editora Novo Século.

8- Tibério Bahia, O Livro dos Talismãs da Sorte, Editora Novalis.



O.B.S : A cada dois Sábados serão postados Novos Glossários, seguindo toda a sequência de nosso Alfabeto.

DATA DA POSTAGEM DA LETRA A - 14 DE FEVEREIRO

DATA DA POSTAGEM DA LETRA B - 21 DE FEVEREIRO

DATA DA POSTAGEM DA LETRA C - 14 DE MARÇO

DATA DA POSTAGEM DA LETRA D - 11 DE ABRIL



Aromas de Rosas...

Lilly Rose

domingo, 19 de abril de 2009

LAMMAS- RITUAL CELTA DO AGRADECIMENTO



Texto de Lilly Rose, adaptado da Coleção Natureza Mágica, Editora Minuano e de Pesquisas de Lilly Rose.
Imagem : Titulo Fairy Autumn - Fonte: recadosonline.com

" LAMMAS - O RITUAL DA COLHEITA DO AGRADECIMENTO "

O Contato com a Mãe Natureza, era para os Antigos Povos Celtas, a razão Divina de sua própria existência, de suas raízes. Um Povo que convivia com a Magia Natural há aproximadamente 1.800 A.C.

Tão antigos, mas vergonhosamente para nós, extremamente sábios em sua simplicidade.

Sabiam melhor que o Homem Moderno, a importância de amar a Vida, reverenciar e preservar nossa querida Mãe Terra, pois tanto ela como tudo que existe, veio do Divino, e somente à Ele, um dia há de tornar.

Os Celtas sobreviviam principalmente do cultivo da terra, bem como a maioria de seus comtemporâneos.
Por isso criaram muitas Celebrações para agradecer todo o sustento que a terra lhes oferecia, sustento este físico e espiritual. Pois para os Celtas não havia segmentação neste pensar.

" Da Mãe Terra, retiramos as sementes da Vida e Amor, e por meio delas cultivamos, frutuficamos e alimentamos espírito e corpo. Este é o Eterno Renascer da Grande Árvore da Vida ".

Assim surgiriam os chamados Festivais Celtas. Hoje conheceremos um pouco do "Lammas", um importante Festival Celta dedicado a agradecimentos pelas colheitas.

Para aqueles que hoje tentam resgatar estes Abençoados Rituais, o Lammas é festejado no Hemisfério Norte em Primeiro de Agosto e no Hemisfério Sul , em Primeiro de Fevereiro. A Data originamente foi criada em Homenagem ao Bondoso Deus Celta do Sol, Lugh. E por esta razão, este Festival ou Sabat também é chamado de " Lughnasad ".

Como surgiram nas terras da Antiga Europa ( Hemisfério Norte portanto ), para os Celtas o início do atual mês de Agosto de nosso Calendário, marcava o término do Verão, e os frutos de tudo que se havia plantado estariam para nascer, aproximava-se o Outono...

Nesta ocasião cada família, cada aldeia, preparava-se com reverência e alegria para agradecer a chegada do Amado Outono.

Uma tradicional forma de festejar o Lammas, muito prazeirosa, principalmente às Crianças Celtas, era confeccionar com espigas de milho ou ramos de trigo, graciosos bonecos. Suas figuras Masculina e Feminina, representavam duas importantes Divindades daquele Povo, eram chamados tais Deuses de "Senhor" e "Senhora" do Milho.

Durante o " Lammas " era prioritário agradecer toda a Colheita do Ano, fosse ela uma Colheita boa ou ruim.

Ou seja, os Celtas já tinham a consciência de que devemos encarar a Colheita como algo muito além da Agricultura, pois afinal, nem só de pão vive o Homem...


Aromas de Flores do Campo...

Lilly Rose