sábado, 31 de maio de 2008

A FORÇA DA BELA E CORAJOSA MULHER CELTA


Texto adaptado do Livro " O Tarô Celta ", de Pedro Anós, Editora Melhoramentos.
Imagem Fonte : glimboo.com

Em Artigos Anteriores como " Tradições e Magia do Povo Celta ", já havia citado a Independência e Relevância que a Mulher Celta usufruía em sua Sociedade. A Doutrina de seu Povo era baseada na Figura da Deusa Tríplice, portanto estamos falando de uma Sociedade basicamente Matriarcal, fato este, extremamente incomum para os padrões dos demais Povos contemporâneos aos Celtas.

A Fama de Autosuficiente, Guerreira e Destemida atribuída à Mulher Celta perdurou por Séculos e não foi adquirida por mero acaso e sim por Méritos mais que merecidos.

Certa feita o Poderoso Imperador Romano Júlio Cézar disse :
- Uma Mulher Celta em Fúria é sem dúvida uma força perigosa que se deve temer, já que não é raro que lute ao lado de seu Homem, e às vezes muito melhor do que ele...

E Júlio Cezar estava absolutamente certo! Muitas Mulheres Celtas, além de Excelentes Guerreiras, eram também Instrutoras de Armas. Não era incomum também, a Mulher Celta possuir Riquezas Pessoais bem superiores às de seu Amado e isto por Lei, lhe conferia o Titulo de " Chefe do Casal " no Matrimônio que naquele Tempo ( 1.800 a.c )já era visto tal qual um contrato, sujeito inclusive à ruptura ou Divórcio se a Mulher assim o desejasse ....

Por conta da Dourtina voltada à Figura Feminina da Grande Deusa , muitas Mulheres do Povo Celta conseguiram até metade do Século XV manter um plano de Igualdade com os Homens, o que lhes garantia instituírem-se por si próprias, ascender a cargos Nobres como os de Druidesas e Poetisas.

De todas os relatos sobre as Corajosas e Sábias Mulheres Celtas não há sem dúvida mais Poderosa Feiticeira que a bela Vivianne ou Dama do Lago, diante de cujos feitiços nem o Lendário Mago Merlin foi capaz de igualar-se....

Aromas de Amêndoas...

Lilly Rose