sexta-feira, 11 de abril de 2008

UM VERDADEIRO CONTO DE FADAS


Texto adaptado de C.W.Leadbeater- Livro " Os Espíritos da Natureza ", Editora Ísis.

Imagem gentilmente cedida por Rosane Volpatto.


Esta nossa Mágica história começa com os Prazeres das Fadas:
Fadas deliciam-se estando próximas dos primeiros Raios de Sol, adoram dançar e cantar em noites de Lua Cheia. Como Amantes e Protetoras da Natureza experimentam uma sensação ímpar ao ver o crescimento de uma plantinha ou simplesmente apreciar as belas e diferentes cores das flores, das quais cuidam como verdadeiras abelhinhas laboriosas fabricando seu Mel.
Com são Seres Etéricos, não precisam alimentar-se como nós Seres Humanos, basta-lhes absorver o Éter, que está à sua volta. Outra característica interessante das Fadinhas é a sua imaginação extremanente fértil. Elas conseguem idealizar histórias românticas ou fantasiosas das mais diversas naturezas.
Como Seres Etéricos possuem Visão Astral, que permite mágicamente dar forma aos seus pensamentos e torná-los visíveis às outras Fadas que veêm e escutam atentamente aquela que narra suas delicadas histórias.

A Fada que demonstra facilidade e talento em imaginar interessantes narrativas logo angaria a simpatia e afeto de suas companheiras.

Se pudéssemos ouvir tais histórias talvez não as achássemos tão interessantes assim, mas como a inteligência de nossas amiguinhas aladas funciona em uma sintonia diferente da nossa, para elas este passatempo lhes proporciona prazer e alegria inesgotáveis, pois com seus olhinhos etéricos elas vivenciam e sentem todas as emoções das belas histórias que contam umas às outras.
Isto sim, é um Verdadeiro Conto de Fadas....

Aromas de acácias...

Lilly Rose